Quer decorar sua casa gastando pouco? Saber como escolher almofadas é uma alternativa fantástica para essa missão! Além de conforto, essas peças trazem personalidade e facilmente renovam os ambientes.

Você concorda que não dá para trocar o sofá ou o mobiliário sempre que enjoar de um cômodo, não é mesmo? Por isso, substituir as almofadas — ou somente a capa — é uma opção prática capaz de transformar completamente um espaço.

Então, vamos ao que interessa: você verá, a seguir, alguns segredinhos de como escolher almofadas para arrasar na decoração da sua casa. Acompanhe!

Os ambientes

Antes de escolher as almofadas, avalie cada cômodo, considerando o tipo de decoração existente — minimalista, sofisticada, vintage, clássica, rústica —, além da sensação que você deseja transmitir ali. Por exemplo, a sala de estar é um espaço de descontração, já o quarto, um local de descanso.

As cores

Uma dica interessante para escolher a tonalidade das almofadas é adotar os conceitos de cores complementares e análogas do círculo cromático. Além disso, mesclar esses tons com as cores neutras — branco, bege, cinza e preto — valoriza a decoração.

As cores complementares, quando combinadas, criam um equilíbrio entre a sensação de serenidade e de vibração. Se no cômodo predominam os tons neutros, adotar almofadas em azul e laranja, violeta e amarelo ou verde e rosa, por exemplo, gera esse contraste harmonioso.

Já as cores análogas são ótimas para os efeitos de tom sobre tom, tornando soluções monocromáticas mais atraentes e vistosas. Use essa variação nas almofadas para destacar sofás, chaises, récamiers e até mesmo camas, de uma maneira muito elegante.

As estampas

As estampas são recursos incríveis para personalizar um ambiente. A variedade de temas é imensa: listras, formas geométricas, prints, elementos da natureza, vintage, xadrez, étnicas, enfim, uma infinidade de opções!

O segredo para manter a harmonia e evitar o excesso de informação é combinar almofadas com estampas relacionadas, seja pela temática e pelas formas, seja pelas cores. 

Uma dica infalível é escolher as peças principais, com maior destaque, e mesclar algumas complementares mais discretas, estampadas ou lisas, respeitando a orientação acima.

Os tecidos

A escolha do tecido tem função relevante, tanto pela estética quanto pela praticidade. Além de contribuir para valorizar a almofada, o material deve ser confortável e lavável.

Para enaltecer a composição com o sofá, prefira tecidos distintos. Isso destacará cada peça e criará um movimento interessante. 

Almofadas em seda, couro e veludo dão um ar mais elegante ao cômodo, já aquelas em linho, algodão, cetim e sarja, por exemplo, são mais descontraídas. Os tecidos em alto-relevo, com texturas e detalhes geométricos são sofisticados e modernos.

Vale a pena, também, investir em tramas mais leves durante o verão e naquelas mais encorpadas e aconchegantes no inverno.

Os tamanhos e os formatos

Você encontra almofadas em diversas dimensões e formas — retangulares, quadradas, redondas ou rolinho. A proporção adequada entre o sofá e as peças é fundamental para o equilíbrio no ambiente.

Sofás largos e com encosto alto comportam almofadas maiores e em maior número. Já os pequenos devem ter uma combinação mais restrita. Afinal, elas devem auxiliar na decoração sem comprometer o conforto. Imagine precisar retirá-las para se sentar?

Agrupar formatos diferentes é uma tendência contemporânea e muito estilosa. Além dessa opção, também estão em alta os almofadões e futons como alternativas para substituir poltronas ou o sofá convencional.

Viu como escolher almofadas não é algo tão complicado? Com os cuidados acima, você criará espaços únicos, que podem ser renovados sempre que enjoar. E o melhor, gastando pouco!

Agora, mãos à obra! Conheça alguns modelos de almofadas incríveis e comece a transformar a sua casa!