As novas tendências de decoração despertam muita expectativa todos os anos e, em 2018, não será diferente. Se você está decorando a sua casa, o momento é perfeito para saber o que estará em alta!

Nas redes sociais, os queridinhos da decoração — Instagram e Pinterest —, além de sites e blogs especializados, já vêm mostrando novos estilos para os ambientes.

O minimalismo foi deixado um pouco de lado, e a decoração mais orgânica, com curvas e fluidez, ganha espaço. A ideia, agora, é investir em espaços mais aconchegantes e originais, com um clima mais intimista. O perfeccionismo perde força. Já as cores marcantes, os trabalhos manuais e os elementos rústicos e naturais se destacam.

Para você acertar em cheio nas escolhas, este post trará, em detalhes, as 5 novas tendências para 2018. Não deixe de conferir!

1. Cores 

Em 2016 e 2017, tons de rosa já conquistavam a decoração, especialmente o millennial. A expectativa é de que essa cor ainda se mantenha em evidência, combinada aos tons terrosos — o amarelo queimado é o destaque dessa paleta.

As variações de cinza permanecem em uso, especialmente, aquelas em tons rosados ou areia, que favorecem o conforto. Essas cores podem vir harmonizadas com tons mais quentes, intensos ou vibrantes, criando um ar mais descontraído.

As peças com acabamento metálico — bronze, rosê e prateado — continuam valorizadas, principalmente aquelas com aspecto industrial ou vintage. Uma sugestão certeira são as luminárias e os suportes de mesas e estantes.

2. Natureza

Os elementos naturais aparecem, novamente, como protagonistas. Vasos de plantas suculentas, jardins verticais ou pequenas hortas são opções para energizar e equilibrar os ambientes.

Observar as espécies apropriadas para cada local, bem como a praticidade da manutenção, são cuidados indispensáveis antes de tomar uma decisão. Fique atenta!

Se você considera pouco prática essa alternativa, invista nas estampas de folhagem ou detalhes florais nas paredes, almofadas e quadros. Esse recurso também tem conquistado os decoradores.

Curte um aspecto mais rústico? Explore a madeira bruta em móveis, prateleiras e peças ornamentais. Itens em pedra, também, cumprem bem essa função. 

3. Arte nas paredes

As paredes lisas definitivamente perderam espaço. As wall arts ganham cada vez mais apreciadores, na medida em que permitem criar composições utilizando adesivos, quadros, ilustrações, fotos, placas decorativas e até neon! Isso tudo de forma espontânea, criativa e única! 

Os revestimentos em formas geométricas, mais discretas e suaves, continuam sendo uma alternativa, especialmente para cozinhas e espaços gourmet.

4. Artesanato 

A partir do declínio dos detalhes perfeccionistas, os trabalhos manuais assumiram um papel interessante na decoração. E isso é fantástico, pois, a infinidade de obras e materiais é cativante. Aposte em peças em cerâmica, pedra e madeira, na funilaria popular, nos ornamentos em crochê e fibras naturais — vime e rattan, por exemplo.

5. Veludo

Esse material ressurge nos sofás e poltronas. Porém, vale destacar que se trata de um tecido pouco funcional — aumenta a sensação de calor e é de difícil limpeza. Dessa forma, uma dica valiosa é aproveitar seu charme em almofadas.

Faça uma composição com diferentes peças: mescle algumas em veludo e outras em tecidos com alto-relevo; o efeito fica contemporâneo e elegante.

Conhecer as tendências de decoração é uma ótima forma de criar cantinhos especiais em sua casa. Mas, lembre-se: faça as adaptações necessárias para respeitar o seu estilo e a funcionalidade de cada ambiente, certo?

Este post foi útil para você acertar nas escolhas? Ficou alguma dúvida? Conte para a gente nos comentários!